Blog da semana 12 – Sobre Parábolas de Jesus, caps. 11-12

Muitas vezes me pergunto se o que eu faço para os outros pode ser, na realidade, motivado por egoísmo. Jeremias 17: 9 adverte que não podemos, sequer, saber a motivação de nossos próprios corações. Qual é o remédio para a nossa natureza humana, enferma de pecado? Nesta semana, na leitura de Parábolas de Jesus, obtive um vislumbre da solução de Deus para criar em mim um coração genuíno, centrado nos outros.

Às vezes, Deus atrasa Sua resposta para criar um desejo mais sincero em nossos corações, por aquilo que pedimos. A persistência aumenta a determinação, o que por sua vez aumenta a persistência. Assim, o coração incapaz de atos centrados nos outros é recriado para desejar estes atos, mesmo que nós não os desejemos no início.

Em contraste com o relutante doador da parábola, Deus está ansioso para atender aos nossos pedidos. Nosso pedido persistente não produz mudança no coração de Deus, mas, sim, no nosso coração!

E quão disposto Ele está a dar? Eu amo o modo que Ellen White expressou isso: "A vida de Cristo mostrou o que a humanidade pode fazer se participar da natureza divina. Tudo quanto Cristo recebeu de Deus, podemos nós possuir também. Portanto, pedi e recebei."

Brandon Schroeder

Diretor Associado de Desenvolvimento, Portadores de Luz (Lightbearers)

http://www.lightbearers.org/

EUA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s