BLOG DA SEMANA 03/04/2016, sobre Patriarcas e Profetas, cap. 18-19

Ao raiar o dia, a força de Jacó se acaba, seu quadril é deslocado e seu corpo lateja de dor. No entanto, Jacó se recusa a deixar ir o estrangeiro com quem ele lutou durante toda a noite, que ele agora percebe que é divino. Em força provocada pelo desespero, Jacó Lhe implora a bênção. Eu posso até ouvir no apelo de Jacó o eco do pedido de um Esaú desesperado a seu pai: "Meu pai, o senhor tem apenas uma bênção?Abençoe-me também, meu pai! Então chorou Esaú em alta voz." (Gn 27:38, NVI).

Jacó e Esaú desejavam a bênção paterna porque ambos entendiam o poder da palavra falada para o bem ou para o mal. Jacó estava dolorosamente ciente disso. Seu nome "o suplantador", era um lembrete constante do que os outros pensavam dele e tornou-se uma profecia auto-realizável em sua vida. Agora ele se agarra a Cristo e implora Sua bênção. Então, ele é liberto do nome que havia se tornado uma maldição em sua vida (Gn 33:28). Ele deixará de ser "o usurpador". A partir de agora ele será Israel, "aquele que prevalece com Deus".

Será que precisamos nos libertar das palavras que os outros nos tem falado e que se tornaram profecias auto-realizáveis em nossas vidas? Precisamos que Jesus nos dê um novo nome e uma nova identidade? Percebemos nós o poder de nossas palavras para abençoar e amaldiçoar? Falamos de maneira que edificamos os outros, ou os abatemos?

Kenley Hall
Seminário Teológico da Universidade de Andrews

Tradução: Jeferson e Gisele Quimelli

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/sop/pp/18-19

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s