BLOG DA SEMANA, sobre Profetas e Reis, cap. 36

Neste capítulo, uma história bastante triste se desenrola, com lições importantes. Judá está quase no final de sua história, devido à incapacidade de seguir diligentemente a Deus. Os babilônios já haviam invadido o reino e feito muitos cativos. Mas haviam deixado um rei no trono – Zedequias.

Inicialmente, Zedequias decidiu cumprir as ordens de Babilônia, poupando, assim, mais severo castigo a si mesmo e seu povo.

Aqui está a primeira lição: por vezes, podemos evitar punições severas pela obediência, mesmo quando a obediência não é a primeira escolha. Aqui a ideia de obediência não envolvia compromisso moral, mas compromisso situacional. Por causa do que haviam feito de errado, Judá estava agora sob o controle dos babilônios. Se eles se mantivessem submissos aos babilônios neste período, as coisas teriam corrido melhor para eles.

Algumas vezes isso é verdade também para nossa vida. Muitas vezes temos que abrir mão de algum aspecto de nossa liberdade, na esperança de que um dia ela nos seja plenamente concedida. Porém com Deus, submissão significa plena liberdade. Zedequias, entretanto, caiu sob a influência de falsos profetas que diziam coisas agradáveis de ouvir. E apesar de Jeremias e, mais tarde, Ezequiel advertirem sobre as falsas mensagens, um movimento em direção à rebelião contra os babilônios começou.

Aqui está outra lição: às vezes é difícil dizer a diferença entre uma mensagem verdadeira e uma falsa. Neste caso, a falsa mensagem era a mais atraente, mas também a mais mortal. Aqueles que confiam em Deus e querem segui-Lo precisam ter seus ouvidos e mentes em prefeita sintonia com a Escritura e com o Espírito Santo.

Dave Thomas
Diretor da Escola de Teologia
Universidade Walla Walla, EUA

Fonte: https://www.revivalandreformation.org/bhp/en/sop/pk/36 e https://www.revivalandreformation.org/?id=1550
Equipe de tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s